Sobre uma guerra invisível

Parece que voltei para Chernobil, onde tudo carrega uma história e em nada se pode tocar. A diferença é que dessa vez eu faço parte dela, de cada lembrança ao meu redor.

Dia 23 de fevereiro tudo mudou. A gente achou que seria por uma semana, agora já passou quase um mês, e o governo prolongou o fechamento do país para 15 de abril. Mas todos estamos preparados pra continuar em casa depois disso.
As escolas públicas já deram o ano por encerrado.

A reunião do trabalho, online, tinha peso de despedida. Despedida de uma Itália que caminhava avante até então. Nada mais será como antes. As pessoas não serão as mesmas.

Será que o afago vai voltar? Os abraços, as cutucadas, os lenços de papel escondidos na manga?
A gente vai voltar a dar aulas? A trocar ideias nos corredores e rir com os alunos? Eles vão voltar? As fronteiras vão funcionar como antes?

Por enquanto nada sabemos. Parecemos viver em uma prisão domiciliar. A polícia ronda a cidade 24 por 7. Espera eu entrar com os cachorros em casa pra ter certeza que não vou alongar o passeio.
Cada dia que passa uma nova restrição, quando a gente achou que isso nem era mais possível.

A gente continua a se adaptar, mas tem dia que pesa. O simples ato de caminhar na rua é tão banal, e agora tão precioso. Quem diria que um dia teríamos que sair com uma autorização no bolso, porque pisar fora de casa seria crime?

Os idosos daqui comparam os tempos de hoje com a guerra. A diferença é que nessa guerra a vida continua a passar na janela, as flores nascem na primavera, os pássaros cantam, o sol brilha.

627 mortes nas últimas 24 horas. O país ainda não atingiu o pico.

Vai ficar tudo bem, uma hora ou outra, há de passar.
Mas enquanto não passa, fique em casa.

Fiquem em casa, por favor, fiquem em casa. Cuide de você pra cuidar do outro. Fiquem bem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s