Teatro de natal.

Hoje saindo do atelier me deparei com uma cena linda nos fundos da casa onde dou aula. O Jacob, um dos costureiros, estava sentado numa pedra enquanto várias crianças estavam sentadas na grama em frente dele, muito concentradas ouvindo o que ele dizia. Parecia estar contando uma história. Me juntei a eles. Perguntei o que estavam fazendo e ele me disse que estavam começando o ensaio pro teatro de natal da igreja que frequentam.

Fiquei ali sentada junto com as crianças ouvindo tudo o que o Jacob falava, mesmo entendendo quase nada, pois era em Swahíli. Ele estava explicando como seria a peça e qual seria o papel de cada um. Nisso ele levanta, pega um papelão do lixo, faz um furo e encaixa na cabeça.

“Vejam, agora sou o rei.”

Ai ele estufou o peito e começou a marchar.

As crianças davam gargalhadas. Que momento engraçado!

Para alegra-las não é preciso muito. Basta amor e um toque de criatividade. E isso o Jacob tem de sobra.

Então ele chamou três meninos para repetir a cena. Esses seriam seus papeis. O rei e os soldados.

“Agora vem a parte que o anjo aparece para Maria.”

E lá estava ele, brincando de anjo, correndo com os braços abertos enquanto as crianças continuavam a gargalhar (e eu também).

“Próximo ensaio será na quarta-feira, neste mesmo horário, ok? Não se atrasem!”

As crianças partiram e eu continuei com ele. Ele me explicou que este é um teatro de natal que eles fazem há 2 anos.

“Ano passado tinham 200 pessoas na igreja pra ver, você acredita? Tinha gente filmando e tudo! Mandaram até o vídeo pra América (Estados Unidos)!” – dizia ele muito eufórico.

Perguntei se tinham vestimentas e cenário pra encenação. Ele me disse que se viravam com o que dava. Um pedaço de pano vira roupa, uma folha de bananeira vira binóculo. Então propus pra ele uma ideia:

“Que tal a gente confeccionar as roupas da peça aqui? Eu ajudo vocês! Dá pra fazer até as asas do anjo, a gente dá um jeito!”

Os olhos dele brilharam. A boca abriu um sorriso sincero. Eu fui contagiada pelo sorriso. Não precisamos falar mais nada. Selamos nosso acordo com um abraço apertado.

Para alegrar um amigo também não é preciso muito. Basta amor e um toque de criatividade. E estou descobrindo que também tenho isso de sobra.

teatro

Anúncios

2 comentários sobre “Teatro de natal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s