Paisagens.

Ontem peguei a estrada com alguns amigos e saímos por aí a procura de um Baobá. No caminho fomos surpreendidos por uma paisagem cheia de girafas. Impossível não parar para contemplar aquele lindo cenário. Depois de um tempo ali, seguimos viagem. Foram quase quatro horas de estrada até encontrar com ela, a árvore da vida. Tão grande, tão linda. O tronco parece rocha! Devia ser muito, muito antiga.

Enquanto aproveitávamos a paisagem, o sol se punha diante dos nossos olhos. Eram um daqueles cenários de filme, como alguns costumam dizer. Então todo mundo tentava tirar uma foto, enquanto eu só ficava ali olhando e lembrando de outros cenários tão lindos que tive o prazer de ver e não registrar. Largar a câmera e só viver o momento. Como o nascer do sol em Cartagena ou o pôr do sol em Torres; os desertos de Nevada e as montanhas da Suíça vistas sob a janela do trem; a neve caindo em Innsbruck e o arco íris nas cataratas do Iguaçu. Panoramas inesquecíveis.

Voltando, já de noite, resolvi olhar pro céu. Tudo que vi foi a lua brilhante, sorrindo. Nenhuma estrela. Lembrei do céu mais estrelado e lindo que já vi, na Ilha dos Aquários, em Porto Seguro. E, nessa hora, vi uma luz passar. Era uma estrela cadente. Assim, apareceu de repente, no exato momento que olhei pro céu. Fiquei perplexa por uns cinco minutos até processar a informação. Não tinha como terminar o dia com uma visão mais bonita que essa.

paisagens

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s