Mzungo!

Hoje saindo do apartamento, o casal de filhos da vizinha veio me dar bom dia. Mal fechei a porta, a menina já tocava meu cabelo e o menino uma das minhas tatuagens. Ela exclamava “Meu deus!!! Que cabelo lindo você tem! Mas você cortou? Por que você cortou? Assim você parece um menino. Quem corta seu cabelo?” Enquanto ele perguntava “Mas o que é isso no seu braço? E o que é isso nas suas costas? E tem outra ali! O que é?”

Foi tanta pergunta ao mesmo tempo que mal consegui responder todas. Os comentários sobre o cabelo e a curiosidade sobre as tatuagens não me surpreendem mais. Antes de vir pro Quênia, me disseram que as tatuagens iam causar um certo choque nas pessoas. Mas o que vivencio é diferente. Meu cabelo é que incomoda muita gente. Acho estranho porque a maioria das mulheres daqui tem o cabelo curto, mas é raro ver alguém com tatuagens. Tão raro que um cara me abordou na rua outro dia perguntando onde eu tinha feito as minhas, porque não conhecia um estúdio bom aqui.

Sou lembrada diariamente da minha cor de pele. MZUNGO! MZUNGO! (pessoa branca) é o que ouço ao menos duas vezes por dia na rua. Mas não falam (ou melhor, gritam) com um ar de preconceito. É mais com um ar curioso mesmo.

Ainda não entendi se esse lance com o meu cabelo é cultural, por acharem que mzungos possuem um esteriótipo genérico de revista; ou se é só pegação de pé mesmo, como acontece em outros lugares também, inclusive na minha própria cidade.

Mas prefiro dar ouvidos a menina curiosa que, enquanto eu partia, gritou: “você é linda assim!”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s